Conheça as normas aplicáveis para construir ou reformar o seu posto de combustível com segurança.

Vamos nesta seção rever as normas técnicas relacionadas à Tubulação Subterrânea Não Metálica. A Nomenclatura ABNT é conhecida como Tubulação Subterrânea Não-Metálica.

FUNÇÃO

Condução de combustíveis e demais fluidos entre os componentes do Sistema de Armazenamento Subterrâneo de Combustíveis (SASC), de forma segura, com a possibilidade de não haver emenda durante todo o trajeto de interligação.

ASPECTOS CONSTRUTIVOS

A tubulação não-metálica é geralmente desenvolvida em PEAD (polietileno de alta densidade) e seu revestimento interno é especialmente projetado para aplicação na condução de combustíveis automotivos.

É proibida a aplicação de produto diferente no SASC, tais como PVC, borrachas ou mesmo aços galvanizados como tubulação condutora.

As principais bitolas oferecidas pelos fabricantes estão entre 1″ e 4″. Dentre seus principais acessórios estão as conexões mecânicas ou conexões por eletrofusão.

As tubulações não metálicas são utilizadas para:

  • Linhas de suprimento primário
  • Linhas de enchimento
  • Linhas de respiro
  • Linhas de recuperação de vapores
  • Contenção secundária
  • Eliminador de ar do filtro de óleo diesel
  • Retorno do filtro de óleo diesel

LISTA DE NORMAS APLICÁVEIS

Portaria INMETRO nº 186, de 04 de dezembro de 2003
Aprova o Regulamento de Avaliação da Conformidade para tubulação não-metálica subterrânea para combustíveis automotivos.
Norma ABNT NBR 14.722 Armazenamento de líquidos inflamáveis e combustíveis - Tubulação não metálica subterrânea- Polietileno.

Nossos patrocinadores